Técnicas ajudam a realizar reuniões de condomínio mais harmoniosas



Especialistas em mediação explicam como gerenciar conflitos e quais atitudes colaboram para que estas reuniões sejam mais produtivas 

Profissionais de administradoras, síndicos e conselheiros costumam liderar reuniões de condomínios, geralmente marcadas por discordâncias, pela longa duração, improdutividade e, muitas vezes, pelos “barracos” entre condôminos.

Segundo a mediadora da Câmara do Secovi-SP, Adriana Adler, a reunião de condomínio tem em si um grande potencial de conflitos que a torna, além de pouco proveitosa, frustrante. “É um fórum que coloca em um mesmo espaço vizinhos que dividem o convívio, patrimônio e um estilo de vida”, justifica. Ela e a advogada e também mediadora Claudia Frankel Grosman ministram aulas na Universidade Secovi.

Por lidar com conflitos o tempo todo, o profissional que realiza reuniões de condomínio pode adotar técnicas que amenizam as situações de discordância, promover um ambiente em que as pessoas consigam respeitar o outro mesmo que se oponham às suas opiniões e usar o conflito ou assuntos polêmicos de forma construtiva em pautas futuras.

“Respeitar o outro não significa concordar com ele. Quem lidera reuniões deve se preparar para ouvir sem julgamento e promover essa atitude nos demais participantes”, orienta Claudia. “Não temos controle sobre as ações dos outros, mas, dependendo das nossas atitudes, o resultado desejado pode ser atingido”, complementa a mediadora.

Confira outras dicas na entrevista abaixo, onde as duas mediadoras detalham o curso.

Qual é a importância desse curso para profissionais que realizam reuniões de condomínios?

Adriana Adler: A reunião de condomínio é um fórum que coloca em um mesmo espaço vizinhos que dividem o convívio, patrimônio e um estilo de vida. É um grande potencial de conflitos que torna a reunião improdutiva e frustrante. O curso é valioso para que os profissionais que lideram a reunião tenham ferramentas e atitudes que colaboram para que as reuniões sejam produtivas.

Claudia Frankel Grosman: Esse curso é importante para profissionais que pretendem atuar de forma mais produtiva e tranquila nas reuniões de condomínio.

O que os alunos vão aprender nesse curso?

Adriana: Os alunos terão uma visão melhor de como são as reações impulsivas às divergências que ocorrem e como podem antecipar e lidar com elas. Abordaremos processo (organização), atitude e técnicas de relacionamento interpessoal.

No que vai facilitar o dia a dia profissional dos alunos?

Claudia: O profissional que realiza reuniões de condomínio lida com conflitos o tempo todo. As técnicas oferecidas pelo curso podem ajudá-lo a gerenciar esses conflitos de forma construtiva, colaborando com o resultado do trabalho e evitando desgaste emocional de todos os envolvidos.

Qual é o diferencial do curso oferecido pela Universidade Secovi?

Claudia: O curso é ministrado por mediadores da Câmara do Secovi, profissionais experientes em gestão de conflitos na área imobiliária. Além disso, os alunos têm a oportunidade de compartilhar as cenas temidas ou vivenciadas nas reuniões de condomínio e pensar em como lidar com as mesmas utilizando as técnicas apresentadas.

Adriana: Os docentes mesclam o conteúdo como base e promovem a prática para que os alunos possam vivenciar as situações como se fossem reais.



Fonte: SECOVI
TAG