Condomínio na web

Na chamada Era Digital, um bem montado site pode facilitar bastante o dia a dia de moradores e funcionários

Estar na internet parece algo cada vez mais obrigatório na vida de qualquer pessoa ou empresa hoje em dia e, para simplificar a vida de moradores e síndicos, o que também tem se tornado habitual é a criação de um endereço eletrônico para condomínios.


Para começar, assim como qualquer site institucional, aquele dedicado ao condomínio deve ser cuidadosamente pensado, especialmente com relação ao que é compartilhado publicamente.

“Nossa recomendação é que um site para o condomínio tenha a maior parte do seu conteúdo restrito aos condôminos. Deve-se evitar publicar conteúdo na área pública para não disponibilizar dados para pessoas alheias ao condomínio”, orienta Gilberto Monteiro, gerente da Troad Tecnologia. Atas e previsões orçamentárias, por exemplo, devem ser mantidas em acesso restrito.

Entre as vantagens de se ter um site, está a facilidade proporcionada aos moradores de ter acesso rápido ao que foi debatido e acordado na última assembleia, por exemplo. Além disso, a ferramenta também pode servir para melhorar a comunicação entre funcionários e condôminos e ser utilizada para a divulgação de informações importantes e campanhas, como complemento ao uso dos canais tradicionais.

Os sistemas da Troad, por exemplo, são focados na operação condominial, como: controle de acesso, gestão das áreas comuns e controle das manutenções. “E oferecemos um site para melhorar a comunicação do condomínio e facilitar a vida dos condôminos, com a integração com a portaria e zeladoria, nos casos de reservas de espaço e consulta de prestadores de serviços”, completa Monteiro.

O valor de criação do site varia de acordo com os serviços que serão disponibilizados via web, variando de R$1.500,00 a R$ 5.000,00.

Valorizando o empreendimento – Alessandro Paris é síndico do Condomínio Fascination Penthouses e conta que o empreendimento mantém um endereço eletrônico desde outubro de 2014, tendo sido implantado para melhorar a comunicação entre o corpo diretivo e os condôminos.

“Além disso, serve também para gerenciarmos os aparelhos que necessitam de reserva prévia, tais como salão de festas, sala de massagem e quadras.”

Para Paris, o site é também uma forma de valorizar o empreendimento. “Creio que a criação de um endereço eletrônico traz maior visibilidade ao condomínio e, com isso, uma valorização do mesmo”, afirma.
Por que ter um site
Para disponibilizar online informações importantes
Para ganhar visibilidade e valorizar o empreendimento
Para ganhar um canal de comunicação extra entre moradores, funcionários e síndico

Fonte: iCondominial
TAG