Construção em aço pode ser caminho para fugir de conta de luz alta

O custo é viável e chega até a ser mais barato que o convencional

O uso adequado e eficiente da energia elétrica deve se fazer presente no dia a dia dos brasileiros. Após os aumentos excessivos aprovados pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o consumo consciente virou regra para consumidores evitarem excessos na conta de luz. A situação levou o setor de materiais para construção a valorizar um dos produtos que mais gera e economiza energia: o aço.

De acordo com o Centro Brasileiro da Construção em Aço (CBCA), a alta resistência deste material permite telhados e fachadas leves e transparentes, além de estruturas com vãos mais amplos, que favorecem a iluminação natural e, consequentemente, a economia de energia elétrica. “São projetos inteligentes que deixam o ambiente naturalmente mais claro, sem a necessidade de luz artificial durante o dia”, confirma Roil Pinheiro, diretor comercial da Pinheiro Ferragens.

Segundo Roil, os prédios construídos em aço são energeticamente eficientes e exigem pouca manutenção. Os painéis de aço córten, por exemplo, funcionam como protetores solares dependendo do projeto arquitetônico, permitindo entrada de ar e passagem de luz. “A ventilação é muito importante, pois evita o uso excessivo do ar condicionado”, reforça o diretor comercial da Pinheiro Ferragens. Vale ressaltar ainda que o ar condicionado representa 2 a 5% do valor da conta de luz.

O custo é viável e chega até a ser mais barato que o convencional. No canteiro de obras, o aço não demanda o uso exagerado de água ou energia, proporcionando uma economia em valores e atendendo a política atual do meio ambiente.

Quatro curiosidades do aço como importante fonte de eficiência energética:

1- A produção do aço está entre as que mais investem em geração própria de energia hidroelétrica;

2- O aço facilita a implementação de soluções de isolamento interno, que são altamente benéficas em relação ao consumo de energia;

3- Seu baixo peso permite a construção de edificações com inércia térmica muito baixa – solução particularmente vantajosa para edificações ocupadas durante o dia como escritórios, onde o calor é, em parte, produzido pelos próprios ocupantes, computadores e pela iluminação;

4- Em residências, o ambiente pode ser climatizado em poucos minutos, visto que os elementos construtivos não absorvem nem transmitem energia.

Fonte: Redação.
TAG