Você é síndico de primeira viagem? Confira as nossas dicas!

Envolvidos em mil atividades e exigências legais desconhecidas, os síndicos de primeira viagem precisam de apoio para gerir o condomínio

 

Todos concordam que o (a) síndico (a) deve ser alguém que tenha fa­cilidade de liderar, goste de admi­nistrar, saiba dialogar e negociar.No entanto, muitas vezes, a pessoa é eleita porque acredita que deva fazer a sua parte ou mesmo por absoluta falta de outros can­didatos ao cargo. E agora?

A inexperiência e a falta de conhecimen­to sobre o dia a dia das atividades do edifí­cio são os principais problemas dos síndicos novatos. Esta é a hora crítica em que devem ter cautela para não cometer erros que pos­sam prejudicá-los (e a todos) no futuro.

O síndico é o representante legal do con­domínio. E o condomínio é um organismo vivo, com desafios permanentes, respon­sabilidades e prazos a serem observados. É preciso contratar seguros obrigatórios, prestar contas, cuidar da segurança… O novo síndico deve também estar atento a tudo o que se relaciona com a estrutura da edificação: marquises, caixas d’água, para­-raios, elevadores, áreas comuns e outras. Sem esquecer o planejamento orçamentá­rio e de ser o mais transparente possível.
TAG