Gestão de condomínio focada no futuro

Ao fazer a gestão do condomínio, normalmente é levada em consideração a situação atual do condomínio, suas necessidades de melhoria, despesas entre outras coisas


Entretanto, um erro muito comum cometido por gestores de condomínios é pensar apenas no presente.

Uma gestão eficiente deve levar em consideração também o futuro do condomínio. Podem ser levadas em consideração melhorias de longo prazo ou até mesmo planejamento para o caso de algum imprevisto. Gerir o condomínio pensando no futuro pode trazer muitos benefícios, principalmente na parte financeira.

Elaborando um Plano de Ação
Um condomínio é como um empreendimento e o planejamento é algo fundamental para os administradores de condomínio que estão sempre procurando melhorar ou até mesmo manter esse empreendimento em ordem. O primeiro passo desse planejamento é a elaboração de um plano de ação que deve ser feito pelo síndico. Ao elaborar este plano de ação, o síndico não precisa se ater apenas ao seu mandato pois a lei estabelece que todo condomínio deve ter um síndico, ou seja, o próximo síndico pode continuar gerindo os planos de seu antecessor.

O plano deve ser aprovado pelos condôminos para garantir que a prioridade seja a vontade da maioria, evitando que obras ou projetos acabem ficando parados por questões de interesses pessoais ou até mesmo políticos. Esse plano deve ser válido e tudo que está nele deve ser executado, salvo em casos de alteração por parte de uma nova assembléia geral.

Uma boa gestão focada no futuro só traz benefícios para todos do condomínio e evita uma série de problemas como obras paradas por tempo indeterminado e até mesmo mudanças bruscas na gestão por um novo síndico que não conhece os planos e estratégias de seu antecessor.

O que deve ser planejado
Antes de iniciar o plano, é sempre bom ter em mãos documentos e informações que irão auxiliar em sua elaboração como por exemplo contratos, plantas e relação das contas. Com isso o síndico pode começar a elaborar um bom plano de ação.

Uma das prioridades na elaboração de um plano de ação é a manutenção para garantir que tudo esteja funcionando corretamente. Elabore também uma manutenção preventiva para evitar imprevistos e mais gastos com manutenção no futuro.

O planejamento financeiro deve ser feito levando em conta todas as despesas e entradas de dinheiro, mas sempre levando em consideração imprevistos como falta de pagamento por parte de algum condômino ou gastos com questões trabalhistas.

É bom que haja também um cronograma de reuniões com as comissões e conselhos, por exemplo. Todo o plano deve ser elaborado de acordo com a convenção e regimento interno do condomínio, sem esquecer os compromissos do condomínio perante a lei para evitar gastos com impostos ou multas.


Elabore um plano de ação claro e com prazos definidos. Além de tornar muitas coisas mais fáceis com objetivos claros e bem definidos, ainda poderá valorizar ainda mais o seu trabalho como síndico e trazer grandes benefícios para todos do condomínio.
TAG