Cruzeiro, Plano e Sudoeste voltam a ter coleta seletiva

SLU retomou o serviço em áreas que produzem mais resíduos recicláveis. A autarquia reorganiza o retorno nas outras regiões onde o trabalho foi suspenso

A coleta seletiva em três das 11 regiões administrativas onde ela havia sido suspensa a partir de 26 de agosto foi retomada nessa segunda-feira (5). Foto: Toninho Tavares
A coleta seletiva em três das 11 regiões administrativas onde ela havia sido suspensa a partir de 26 de agosto foi retomada nessa segunda-feira (5).Cruzeiro, Plano Piloto e Sudoeste/Octogonal passam a ser atendidas pela Valor Ambiental, que já executa os trabalhos em outras seis regiões de Brasília. Os serviços serão feitos no contrato existente com a empresa, dentro dos custos previstos por toneladas. A interrupção no mês passado ocorreu porque a contratada atingiu o limite de toneladas a serem recolhidas.

Segundo a diretora-presidente doServiço de Limpeza Urbana (SLU), Kátia Campos, na reorganização da coleta seletiva, foram identificadas as áreas que produzem mais resíduos recicláveis. A retomada será nesses locais, e as rotas podem ser acessadas na página da autarquia na internet. “Vimos em cada localidade, dentro de cada região, que a qualidade do material varia; ele é melhor nas áreas comerciais e verticalizadas”, ressalta Kátia.


No caso do Lago Norte, do Lago Sul, do Guará, do Setor de Indústria e Abastecimento (SIA), do Jardim Botânico, do Varjão, de Sobradinho e de Sobradinho II — onde o serviço continua interrompido —, o SLU recomenda aos moradores manter o hábito de separar os materiais recicláveis dos resíduos da coleta convencional. Isso para que sejam recolhidos por catadores autônomos ou para facilitar a separação no aterro controlado do Jóquei, na Estrutural. O SLUreorganiza o retorno da coleta seletiva nessas regiões.
TAG