Condomínios investem em revitalização paisagística

Nos mais variados formatos, a revitalização de áreas verdes traz qualidade de vida, beleza e valorização dos imóveis

A natureza é vida, e disso ninguém discorda. Mas, fazer com que toda essa vida esteja presente nos centros urbanos é sempre um desafio. Uma tarefa árdua que também é responsabilidade dos condomínios. Para isso, a revitalização e a requalificação das áreas verdes são algumas das alternativas que podem trazer mais qualidade de vida nos condomínios, além da valorização de imóveis.

Conforme a arquiteta paisagista Luísa Ferrazoli, a requalificação de espaços paisagísticos vem se destacando e ganhando espaço no setor imobiliário. Ela explica que uma revitalização pode ser feita por diferentes motivos: por ser um jardim muito antigo ou um jardim mal adaptado, para um novo uso ou nova configuração. E para isso, as possibilidades são inúmeras.

Segundo Luísa na hora de pensar em revitalização dos espaços através do paisagismo é imprescindível considerar as condições do local e as necessidades do condomínio. “Tudo vai depender do espaço e do uso que se pretende dar. Ambientes com pouca luminosidade podem ganhar vida com plantas de sombra como jardins de inverno. 

Caminhos podem ser mais acessíveis com iluminação e forrações baixas. Paredes verdes quando bem planejadas e executadas podem ser estratégias de paisagismo ideais para trazer o verde em pequenos espaços, corredores e até ambientes internos que recebam luz natural”, explica.

Para auxiliar na sustentabilidade do prédio, a paisagista também aponta o uso de ‘teto verde’ como alternativa. “Ele é um grande aliado do paisagismo, pois soma conforto térmico e acústico, a maior capacidade de drenagem, podendo ser aproveitado até para a captação da água da chuva para reuso”. Mas ela reforça a importância de se ter um profissional técnico habilitado na hora de definir qual a melhor alternativa. “Cada caso é único e deve ser projetado por especialistas”.

A paisagista explica que reformar uma área ajardinada necessita de mais atenção, pois interfere em um ambiente externo já construído o que, a depender do projeto, pode restringir o paisagismo. “É feito um levantamento de dados com informações técnicas essenciais à elaboração do projeto adequado como o tipo de terreno, dimensões, a quantidade de insolação e ventilação que recebe, entre outros. E, sobretudo, as necessidades do cliente”. Mas, segundo ela, algumas vezes o que o cliente deseja pode não ser a escolha mais adequada ao espaço e por isso a função do paisagista é a de oferecer as melhores soluções para renovação do ambiente.

Para a arquiteta, no custo-benefício da renovação paisagística está desde a valorização do imóvel até mesmo a melhora das condições do ar no condomínio. “A grande mudança que percebemos é a percepção e utilização do novo espaço que passa a ser valorizado por crianças, jovens, adultos e idosos. O contato com a natureza traz sensação de bem-estar e melhora a qualidade de vida tanto com a purificação do ar quanto pela beleza e energia revigorante que esse contato proporciona”, avalia.

Reforma
Para a subsíndica Katia Harens, do Boulevard de Lyon, localizado no bairro Trindade, em Florianópolis, as melhorias são facilmente percebidas no condomínio que recebeu a requalificação paisagística recentemente. “Está muito mais bonito e atrativo. Com certeza foi uma valorização de todo o nosso patrimônio. O jardim é a primeira impressão que se tem do prédio e, hoje, todos gostam muito do que veem. A transformação é nítida e foi muito bem aceita”, comenta.

De acordo com Kátia, foi justamente a obra de revitalização de todo o condomínio que demonstrou a necessidade de se pensar no jardim. “O jardim estava bem antiquado e danificado pela obra de revitalização da fachada e percebemos a importância da contratação de um profissional”, lembra.

Ainda segundo ela, a aprovação do projeto aconteceu após a apresentação da proposta e foi facilmente aceita pelos moradores. “Muitos condôminos já tinham feito reformas para valorização dos seus apartamentos e entenderam que era importante não errar na escolha das plantas tanto pela estética como pela adaptação ao clima e posição solar”, comenta.

Boulevard de Lyon, antes e depois da revitalização paisagística: aprovação e elogio dos moradores





Fonte: Condomínios SC.
TAG
Author Avatar
Paulo Melo

"Não viva para que a sua presença seja notada, mas para que a sua falta seja sentida." (Bob Marley)