Entrevista com a síndica Paula Cristina Alves

Na oitava edição da série de entrevistas intitulada de BATE-PAPO COM SINDICA, conversamos com o síndica do Residencial Cervantes em Águas Claras-DF, Paula Cristina Alves, veja abaixo as respostas dessa competente síndica ao nosso portal
 
1-) Porque decidiu ser Síndica? 
Resolvi ser síndica para fazer a diferença no condomínio que moro a 10 anos.


2-) Como conciliar suas atividades, mais a de Síndica?
De manhã e à noite vivo minhas atividades e o período da tarde das 15horas até as 19 horas estou trabalhando para o condomínio.

3-) Como é ser Síndica? 
Ser síndica é se sentir responsável pelo patrimônio das pessoas que se dedicaram muito para ter sua casa e seu bem estar.

4-) Quando assumiu quais os problemas encontrados? 
Quando eu assumi a responsabilidade de síndica encontrei muitos problemas como bombas de água sucateadas, fundo de reserva com R$200,00, funcionários desmotivados, moradores desacreditados em melhorias para o condomínio.

5-) O que representava o maior problema?
O maior problema mesmo era o condomínio sem fundo de reserva e com muitos problemas inclusive judiciais pendentes.

6-) Deixe uma mensagem de otimismo para os seus colegas Síndicos?
Precisamos encarar os desafios de ser síndico como um desafio a ser resolvido de maneira clara, perseverante e com planejamento ideal para resolver os problemas da melhor forma possível.

Portal Cidades e Condomínios por Jornalista Paulo Melo 61 99807-2015.
TAG
Author Avatar
Paulo Melo

"Não viva para que a sua presença seja notada, mas para que a sua falta seja sentida." (Bob Marley)